Alimentação saudável dita regras no nicho de food service

Marcas como Mc Donald’s e Sadia passaram a oferecer produtos mais saudáveis com objetivo de não perder mercado, além de atender os consumidores mais exigentes

Os brasileiros estão consumindo cada vez mais produtos naturais e essa preocupação com a saúde afeta as grandes indústrias de alimentos no Brasil. Segundo o estudo do Pesquisas.com.br, 74% dos brasileiros hoje priorizam a qualidade do alimento que ingerem no dia a dia para se sentirem mais saudáveis.

Esta mudança de comportamento impacta diretamente a produção de alimentos processados e exige uma reflexão das empresas do setor de food service. Desta forma, as grandes companhias também tentam adaptar seus cardápios ao gosto dos consumidores e lançam novas linhas de produtos voltados para a alimentação saudável.

Case

Preocupadas em não perder consumidores, as grandes empresas de fast food estão se adaptando ao estilo de alimentação saudável que cresce a cada dia no Brasil. McDonald’s, Starbucks e Hershey’s, por exemplo, promoveram mudanças no cardápio, nos ingredientes usados e na produção dos seus alimentos. Já a Sadia investiu R$ 50 milhões numa linha de produtos de frango com ingredientes especiais selecionados para o consumidor final.

A rede Mc Donald’s no Brasil já oferece opção saudável em seus cardápios como a salada feita com ingredientes orgânicos além de já ter anunciado que a partir de 2025 os ovos comercializados nos produtos serão oriundos de galinhas criadas fora de gaiolas. Além disso, a empresa promete não comprar carne de animais que recebem antibióticos de seus criadores para crescerem mais depressa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *